BEAUTÉ // AFINAL, QUE CORTE DE CABELO NOS FAVORECE?

sexta-feira, abril 07, 2017


A preocupação com o cabelo é comum a todas as mulheres: a forma, a saúde, o corte, a cor. (os brancos? Enfim.)

E uma das perguntas que mais se devem colocar nos salões (e na nossa cabeça, quando pensamos sobre o assunto) é mesmo: "que comprimento/corte/franja me favorecerá?" - "quero cortar assim, será que me fica bem?". É realmente uma decisão da qual nunca teremos grandes certezas, mas podemos sempre ter uma opinião de alguém com formação, experiência e tacto - nada melhor que o nosso cabeleireiro de confiança! Para tentar orientar quem tenha esta dúvida, fiz a questão (no geral) ao incrível Vasco Costa - do salão Vasco.Lx, onde tenho ido (fica em Picoas).

A resposta é simples e ajuda bastante:

Os temas à volta do cabelo - aquilo que pode fazer por ele e o que ele fará por si -são muitos. Hoje falo da "pedra basilar": o corte! Desengane-se se acha que aparar as pontas ou tirar volume é trabalho para 10 minutos...  Há muito que se vem falando do visagismo e da importância que tem para se conseguir o corte perfeito para cada rosto. A verdade é que estas regras básicas ajudam e muito, e são sempre ponto de partida. 


A nossa forma de trabalho avalia e dá ênfase a muitos outros elementos (falaremos deles a seguir), mas é sempre bom não esquecer que:

- Se tem um rosto triangular, pode usar todos os comprimentos e formas de franja optando por técnicas de corte que incutam fluidez e movimento ao cabelo. Evite os "blocos". 

- Se tem um rosto quadrado, evite as franjas compactas e de linhas muito marcadas. Escolha qualquer comprimento com linhas de contorno suavizadas. 

- Se tem rosto redondo, tenha sempre em atenção o excesso de volume, horizontal ou vertical. As linhas rectas ou suavizadas dependerão do tipo de cabelo.

- Se tem rosto oval, mantenha a mente aberta porque pode escolher à vontade.


Se estas regras são importantes, tão, ou mais, importante será subvertê-las!

O diagnóstico, esse sim, é a arma perfeita para conseguir o corte ideal. É preciso conversar, analisar o estilo global, os hábitos diários, as ferramentas de styling que utiliza, e se as utiliza. Mais importante que o tipo de rosto será avaliar o cabelo que tenho em mãos, como o cortar e que ferramentas escolher.



Espero que tenham gostado da "orientação", já estamos a preparar mais um artigo super cool. E se querem conhecer o Vasco ao vivo (e o incrível Vasco.Lx), podem seguir (e ver os contactos), aqui.

You Might Also Like

0 comentários

Obrigado por comentarem!

PORTAL