CANTÊ MADNESS #1

quinta-feira, março 24, 2016

Quem já me segue desde o Verão passado, sabe que, desde que sou FÃ (com maiúsculas, mesmo) da marca portuguesa Cantê.


Ontem fui conhecer ao vivo os modelos da primeira, de 4, colecções da marca para este Verão e... Só vos aviso... Preparem a carteira!!!!!


Muitas pessoas falam do preço exagerado (eu sempre me lembro da beachwear de qualidade andar por estes valores... Pensem em Salinas e afins, onde a exclusividade nem se compara) e disto ser uma moda, uma febre. É, sem dúvida, uma febre, mas das boas. É uma marca made in Portugal, com um conceito original, que pegou. É, para muitas raparigas e mulheres, aquilo que todas as marcas querem ser mas (muito) poucas conseguem: ser uma Love Brand. Criou, sem dúvida, mais que uma relação comercial, mais que uma moda, mais que padrões originais (e bonitos, para quem aprecia) .- criou uma relação emocional com as clientes e, felizmente, sabe disso e desenvolve-a.

Além disso, souberam crescer. Souberam, até agora, dar os passos certos na hora certa. Faço figas para que assim continuem!



Adiante, ainda não decidi o primeiro modelo do ano, estes são apenas alguns dos meus preferidos, mas... Fiquem ligadas no meu Instagram, que eu vou contar tudo por lá!

You Might Also Like

5 comentários

  1. Esta não me convenceu nada, mas gostei bastante dos Kimonos! Fico à espera das outras 3 :)

    ResponderEliminar
  2. adorei os modelos, têm sempre muita imaginação!

    beijinho,
    Moi—byInês

    ResponderEliminar
  3. Desconhecia esta marca , adorei os modelos *.*

    ResponderEliminar
  4. Adoro a Cantê mas, sinceramente, dar 90€ por um biquini - pensando nas limitações que as carteiras nacionais têm - custar-me-ia imenso. Têm percorrido um longo caminho e também concordo que são uma Love brand, mas não se destinam a todos. O que é pena! Sendo uma marca Made in Portugal, e sabendo a quanto sai a mão de obra portuguesa, deveria de existir uma tentativa de voltar o consumidor para o mercado nacional. A meu ver, com estes preços, dificilmente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na verdade, a indústria portuguesa (que produz totalmente em Portugal) não pode (nem deve) pensar na carteira portuguesa. Tem que pensar em mostrar, cá dentro ou lá fora, a nossa qualidade. Só isso! E a mão-de-obra portuguesa qualificada (com experiência) não é barata. Esta marca não é suposto ser acessível - se não, tinha muitos mais modelos, em grande quantidade e não tanta qualidade - e isso já temos em demasia, hoje em dia. Só isso. Tem que haver oferta para todos o tipo de consumidores, cada marca deve escolher o seu target. Existem imensas marcas de beachwear portuguesa, a maioria é pelo menos nível de preços, mas existem umas quantas com um preço mais baixo. Acho que não podemos (nem devemos) ver as coisas dessa maneira. Beijos!

      Eliminar

Obrigado por comentarem!

PORTAL