VIOLETA, by Mango

quarta-feira, dezembro 11, 2013

 
Da mesma maneira que as pessoas naturalmente-magras-e-pequenas precisam de jeans e vestidos adaptados ao seu tamanho, também as pessoas naturalmente-gordas-e-curvilíneas não têm que andar com trapos - certo? Estranho é, e pelos vistos sempre será, que - à excepção da Vogue Itália e pouco mais - tudo o que está associado a Plus Size não passa de campanhas/editoriais sem qualquer sentido estético, carregadas de embelezamentos e "disfarces" desnecessários, e que (quaaaase sempre) remete para uma entrelinha do género: "pronto, já cumprimos a nossa obrigação, e fizemos qualquer coisa para quem só come bolos". E nem me obriguem a falar em Karl Lagerfeld, e das suas afirmações sobre Adele.


Adiante, sou contra o desleixo - SOU! - mas compreendo que nem toda a gente se rege pelos mesmos padrões. Eu, por exemplo, já fui criticada no blog por usar peças que me realçam as ancas, por pessoas que não entendiam como é que eu era capaz de não disfarçar a zona do quadril. Sem contar que já recebi comentários a chamarem-me gorda e a mandarem-me para o ginásio (#truestory). Qual não deve ter sido o espanto dessas pessoas quando respondia que, não só me sentia bastante confortável com o meu quadril (e com o meu corpo), como gostava imenso de o realçar. É verdade que tenho cuidado com a alimentação, que não sou sedentária (quando consigo), e que muitas vezes faço dieta porque me sinto "maior" que o que gostaria - mas, de uma maneira geral - sinto-me bastante confortável com a minha aparência.




Isto tudo a propósito da nova linha da Mango, Violeta. Quando vi a primeira imagem da campanha de lançamento da linha (a que mostro em cima) fiquei maravilhada, com vontade de ir a correr comprar aquele vestido e aquelas sandálias - e não com aquela sensação de alívio do género "ufffa ainda bem que não visto aquele tamanho!!!". FINALMENTE uma campanha de plus size apelativa, em que nem se pensa nos tamanhos da roupa, mas em quão giras são as peças!!


Já a partir de Janeiro (a Portugal só deve chegar um pouco depois), podemos contar com uma linha jovem e actual de - inicialmente - 400 modelos, com tamanhos do 40 ao 52. Sim, não são só as mulheres a partir dos 50 que vestem acima do 38, como 90% das lojas parece crer.




A mensagem da linha é simples e certeira:

"FICA-TE BEM E GOSTO."



Muitos CLAPS para a Mango, e para esta linha que promete arrasar.


You Might Also Like

22 comentários

  1. Recebi à pouco o email e a minha primeira reação foi mesmo Uauuu. Tanto que cliquei logo para ir ver as peças mas afinal ainda não está disponivel :)

    [DESABAFOS E COISAS]

    P.S.: Vê os meus ultimos posts ♥[SHOP] CAIXA METÁLICA♥ e ♥PASSATEMPO DE NATAL - COLAR LOVE♥

    ResponderEliminar
  2. E o bem que o vestido assenta nas ancas? Acho a imagem fenomenal e as costas são lindas!

    ResponderEliminar
  3. Eu sou quase plus size, visto o 40, tenho anca larga, os meus ossos são grandes, calço o 40 e tenho 1.70, também já me disseram que deveria de fazer dieta e muito ginásio. Ok, fiquem lá com o vosso comentário que da minha vida sei eu. Tenho cuidado com a alimentação, o meu metabolismo é péssimo, não sou sedentária, faço caminhadas de largos km e vou três vezes ao ginásio numa semana, e que muitas vezes é claro faço dieta, e SIM tb me sinto confortável com a minha aparência. Nunca deixei de me vestir na Zara e afins, sempre encontrei o meu tamanho embora compreenda que existem peças que não devem ser vestidas por todos, há coisas que ficam mal, muffin top e companhia são de evitar, por favor!!, mas chegarem aos insultos isso tb é demais!! Fiquei muito contente com esta nova iniciativa da Mango, é de aplaudir, e principalmente por mostraem que as cheinhas são tb são e podem ser charmosas (tá bem Margarida Rebelo Pinto?!! outra tipo KL!!)
    xoxo JoID

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. És igual a mim então, apesar de de vez em quando conseguir emagrecer um pouco e caber num 38. E sim, também sempre me vesti nas lojas normais, sem problema nenhum por isso permite-me apenas que te diga que NÃO és quase um plus size, não és e pronto, da mesma maneira que eu não me considero. Esta indústria (que nós amamos) é que insiste em catalogar as pessoas que fogem ao standard "sequinhas" ou com aparência de modelos da Victoria's Secret. Uma vez entendi que era plus size também e por brincadeira enviei umas fotos minhas para uma agência de modelos plus size (tinha encontrado o anúncio por acaso e decidi tentar), e rejeitaram a minha candidatura porque não tinha as medidas mínimas sequer para ser considerada plus size. Foi aí que me apercebi que se calhar as plus size verdadeiramente ditas devem sentir-se mesmo obesas quando vêm pessoas de tamanhos normais (como eu, como tu) a querer fazer parte dessa categoria. E sim, somos normais, com mais ou menos anca, com mais ou menos peito, isso não faz de nós "quase plus size". Espero que não consideres ofensivo este meu comentário, mas não podia deixar de dizer alguma coisa.

      Eliminar
    2. Não faz na nossa perspectiva... Mas há quem considere o 42 um tamanho já plus size! Vejam bem... Metade das minhas calças são 42! Antes via 44 em todo o lado, e agora já não vejo... E os números cada vez são "mais pequenos" (o 38 de há 10 anos é o 40 de hoje, sem dúvida. E nem vou falar de Traf's e Bsk e afins). Ou seja, qualquer dia sou plus size não? :( Enfim... É um número de roupa, é pena que se insista tanto em catalogar a gordura... Ninguém fala das anorécticas né? Essas não são categorizadas, são pessoas normais e pronto. Enfim... Tristeza de mundo, é o que vos digo! :)

      Eliminar
    3. Também noto isso, o 38 de há 10 anos é mesmo o 40 de hoje em dia. E Bsk e principalmente Pull&Bear só têm calças para miúdas sem anca ou esqueléticas.
      (desculpa Xana por hoje inundar o teu post de comentários, mas é um assunto ao qual sou sensível e preciso deitar cá p'ra fora :P)
      Btw, na Noruega sou considerada magra e os números de lá são maiores comparados aos daqui.

      Eliminar
  4. Identifico-me muito com a tua opinião. Temos todos de aprender a aceitar os vários tipos de corpos que existem e as grandes marcas também têm um papel importante, porque só assim as pessoas abrem a sua mente. A campanha está bonita e é bem verdade dá vontade de comprar já esse vestido.Não sou plus size mas todas temos direito a ter roupa gira e as grandes marcas só podem ganhar com isso (em vários aspectos) Finalmente alguém acordou!!

    Ritissima Blog

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais! Nem pensas no tamanho do rabo da moça... aliás, pensas! Pensas: Quem em dera ter um vestido que me fizesse o rabo assim! ahahahah

      Eliminar
  5. Gostei muito, muito deste post, e a imagem é arrebatadora! Completamente a morrer de amor por ambas as peças, que fotografia tão, mas tão bem conseguida... De resto, também tenho ancas e há peças que eu não dispenso por mais que já tenha ouvido comentários de pessoas que não percebem que o ponto número 1 de estilo pessoal é mesmo sentirmo-nos óptimas!

    <3
    http://zazzish.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
  6. É com orgulho que, trabalhando com a Mango vou estar directamente ligada a este projecto. Uma colecção que mantém o bom gosto da Mango, em tamanhos mais generosos!

    beijinho *

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também teria MUITO orgulho! Muito bem conseguida mesmo :)

      Eliminar
  7. Tenho 1,74, 65 kg. anca larga e pernão.

    É óbvio que não caibo num 36.... Mas WHO CARE?

    Já pesei 120 kg e hoje orgulho-me das curvas que tenho. Não sou magra, mas também já não me sinto mal comigo. Isto tudo para dizer que, quando tinha os 120, NÃO HAVIA LOJA NENHUMA engraçada a vender tamanho para mim. Só a CeA, mas mesmo assim, não muito fashion! =( É triste ver que só se pode estar dentro do estereótipo na maioria das lojas se vestirmos do 42 para baixo. ISTO É: Em algumas lojas em que os números sejam normais, visto que um 40, por exemplo, da Bershka é muiiiiiiiiiiito mais pequeno do que um 40 na Primark ou até na Zara. Não entendo. É mesmo uma realidade deprimente.

    Viva a Mango e CHEGA desta hipocrisia moderna. Valha-me Deus.


    http://maniac4moda.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Uma pessoa - como eu - que detesta calças colada, e que veste um 38/40, mas que só gosta de calças o nr acima (por isso, 40/42) NÃO consegue comprar calças fora da Zara e H&M. Stradivarius, Bsk, Traf, Pull, tudo para esquecer... É tudo feito para miúdas escanzeladas...... -.-''' Mas com isso ninguém se preocupa nem ninguém fala, é isso que estranho. Enfim... É mesmo uma hipocrisia. Estou contigo! A C&A não é muito fashion por natureza, mas sempre teve uma grande variedade de números... Por isso é tão "adorada" no Brasil, onde curvas e gordurinhas são muito comuns (e apreciadas) :D Beijinhos

      Eliminar
  8. Concordo! A campanha é linda e muito bem conseguida! São as peças que sobressaem, não o tamanho das modelos e aquela sensação "Ui, ainda bem que não é para mim!"

    Karl Lagarfeld passou uma vida a criticar e menosprezar todas as mulheres que não fossem anorécticas. Daí que me custe muito fazer culto do mesmo. Aliás, desejosa estou que saia da Chanel. Não tem feito nada mais a não ser desvirtuar a marca.

    Felizmente, sou uma sortuda com o meu corpo e metabolismo mas todos os corpos devem ser aceites e desejados. Chega desta cultura absolutamente castradora e de beleza irreal. O desleixo não é o culpado. Ok, existe mas, em grande parte dos casos, não. Ninguém pede para nascer com uma estrutura óssea larga e um metabolismo de caracol. Tenho amigas que passam por torturas todos os dias por causa disso. Já é tempo de evoluir. Isso não é certo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais!! Não ao desleixo, mas sim ao fim de uma ditadura de tamanho! Eu conheço pessoas que não compram calças que gostam e lhes ficam bem por serem "um 40" e isso é mesmo "de gorda" -.-''' Isto é, no mínimo, chocante. Enfim...

      Eliminar
  9. Recebi a newsletter da Mango e fiquei logo empolgada para escrever também sobre o assunto, mas quis esperar para ver as peças :P
    Acho fantástica esta atitude da Mango, para além de ser uma pequena alanvaca na mudança de mentalidades (espero eu) é também uma excelente jogada de Marketing: distingue-se das outras marcas ditas "fast-fashion" e de certeza que terá imenso público interessado.

    estenaoeumbloguedemoda.wordpress.com

    ResponderEliminar
  10. Ontem vi o post mas estava demasiado cansada para comentar aqui. Fiquei com um misto de sensações/opiniões porque já antes tinha publicado esta foto no meu Facebook com uma crítica (já lá vou), mas no entanto gostei do que escreveste. Critiquei o uso desta foto no contexto de Plus Size por 2 motivos: primeiro, aquele corpo (lindo) não é um Plus Size, é apenas uma mulher normal com a anca larga, característica, aliás, tão comum às mulheres latinas. Segundo, é uma imagem com certeza tratada em Photoshop, com alguns "ajustes" e assim sendo, é uma outra ilusão. E é esta a minha crítica, porque existem modelos "Plus Size" mais cheínhas e lindas (um óptimo exemplo é a linha Plus Size da Asos e as modelos da mesma). E as roupas também são bem giras, nada do tipo "saco de batatas para tapar as banhas".
    Na minha opinião as marcas têm que começar a adaptar-se aos diferentes corpos das mulheres NORMAIS (mais anca, menos anca, and so on), ao invés de simplesmente começar a catalogar a torto e a direito. Posso também dar outro exemplo, a Salsa e a Miss Sixty em termos de calças e jeans são perfeitas porque consegue-se sempre encontrar calças que sirvam e ficam bem em todos os rabiosques. E falo por experiência própria porque sou mais cheínha, principalmente da cintura p'ra baixo. Porque uma mulher considerada Plus Size é bem mais cheínha do que essa da foto, e também mais cheínha do que eu, por exemplo (tal como escrevi no comentário em resposta à JoID aqui acima).
    Posto isto, estou curiosa, claro, por ver a colecção da Mango e ver até que ponto é que é mesmo uma colecção Plus Size...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A campanha tem photoshop, mas acho que numa medida normal - como qualquer campanha. Quanto ao tamanho... Eu acho que a foto ficou tão bem conseguida que não se tem noção de que é, sim, uma mulher que vestirá um 42/44... À vontade!!! Porque a questão é que a modelo não é daquelas pessoas "quadradas", mas sim curvilínea, e o vestido assenta-lhe mesmo na perfeição. Se reparares tem as costas largas, tem anca, e tem barriga na perna - mas a foto e a maneira como lhe assenta o vestido é excelente mesmo! De louvar :D E quanto à Asos, esta modelo:
      http://www.asos.com/ASOS-Curve/ASOS-CURVE-Dress-In-Colourblock-With-Leather-Look-Panel/Prod/pgeproduct.aspx?iid=2963881&cid=9577&sh=0&pge=25&pgesize=36&sort=-1&clr=Black%2fwhite

      É mais magra que esta da Mango!

      E sim, a linha da Asos tem peças muito giras, mas também muita foleirada - Acho que esta da Mango vai dar "o" requinte que uma linha PS tanto pedia! eheh Cheira-me! Veremos :D

      Eliminar
    2. Sim concordo. Quanto à campanha, não tenho dúvidas de que terá roupa bonita. O que me incomoda é a as "labels" e os parâmetros para "plus size".

      Eliminar

Obrigado por comentarem!

PORTAL