CONSUMO EM CRISE: A Regra dos Quatro

terça-feira, outubro 30, 2012


Seja porque as prioridades se trocam - e não podemos ter tudo ao mesmo tempo - seja porque surgem novas coisas na vida (uma mudança de casa, um filho)... O certo é que muitas pessoas à minha volta estão a consumir cada vez menos "moda" em prol de outras coisas.

E não devo ser a única a notar isso... Entre cortes e medo de mais cortes (ou até mesmo algo mais radical, como o desemprego), acho que não há quem não pondere os hábitos de consumo.




Devemos encarar isso como uma "tragédia"? Não! Eu prefiro encarar como um desafio à minha criatividade. Mais uma vez repito o cliché: o consumo reduz-se, mas o estilo não se compra. Aliás, conheço imensas pessoas com toneladas de estilo [próprio] e invejável, que consomem pouco mas bem (muito bem até).



Sugestão:


Porque não criar algumas regras, básicas e flexíveis qb? Uma delas - que espero seguir em breve - é a dos quatro. Não, não voltei atrás e dizer que em vez de três peças por mês se devem comprar quatro! Mas sim, quatro peças por estação. De onde vem o número quatro? É uma equação (!) simples: um acessório (optar entre uma mala boa ou uns sapatos), uma parte de baixo (saia ou calças, como preferirem) e duas partes de cima (blusa, camisa, vestido, dentre desse género).



Extras que não entram na equação: roupa para ocasiões formais, roupa interior (meias, cuecas, collants, soutiens), a eventual bijuteria (que nem deve ser consumida em excesso, mas cada uma sabe o que gosta de usar), e peças como tshirt branca de algodão (esse género de peças que não podemos ficar-sem).




Se não concordam - ou não se identificam totalmente - com a minha equação, então pelo menos inspirem-se na ideia e no "mood" e criem as vossas próprias regras (que se adaptem à vossa realidade).

Na verdade é tudo uma questão de gastarmos o menos possível e, ao mesmo tempo,  nos sintamos satisfeitas e contentes com o que vemos quando abrimos o guarda-vestidos!



Giveaway perfume Glam Star, da Custo Barcelona - AQUI

You Might Also Like

40 comentários

  1. gostei da dica e esta bem pensada. Tens toda a razão, lá por não dinheiro para comprar peças fantásticas não significa que não tenhamos peças também fantásticas no nosso armário.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ou em vez de comprarmos várias peças "giras" comprarmos uma ou duas "LINDAS" :))

      Eliminar
  2. A tua equação parece-me extremamente útil! Realmente é um bom conselho! :) Por aqui também se anda em contenção, sabe-se lá o que nos espera amanhã.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Eu sou apologísta de que com uns quantos bons básicos no armário e bons accessorios pode-se fazer maravilhas!

    ***
    www.theprincesslittlebox.blogspot.com

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pode mesmo!!! Mas há sempre aquele bichinho da novidae :)

      Eliminar
  4. Ainda que se saiba e se queira ser ponderada e racional nas compras, acho que acaba por ser difícil encontrar um equilíbrio, tal são os estímulos que as publicidades, os blogs, os shoppings, etc nos imprimem. Por isso, acho que uma dica sensata e realista como a tua parece uma solução excelente para a vontade consumista que nos invade! :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É ignorar... Interiorizar a ideia! Olhar mais vezes para o que já temos, e menos para blogs/lojas ;)

      Eliminar
  5. também nesta altura cortei o orçamento!

    **
    Lifestyle Report
    http://paginaaolado.blogspot.com

    ResponderEliminar
  6. É por posts como estes que gosto tanto de te seguir e de te ler!

    Óptimo!!!

    ResponderEliminar
  7. Temos que nos adaptar a esta nova realidade! Sou adepta de apostar numa boa carteira e em bom calçado! Cada vez gasto menos em roupa...readapto-a de umas estações para as outras!

    http://thatsthe-way.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, também eu. Mas estraga-se muito mais rápido que sapatos e malas, daí que, na minha equação, lhe tenha dado prioridade :))

      Eliminar
  8. Gostei da equação mas ao mesmo tempo torna-se difícil escolher entre a enorme variedade que existe à nossa volta quer seja barata ou mais cara. No entanto há quem prefira optar por uma carteira/sapatos mais baratos para poder comprar mais duas ou três peças e até acho bem porque conseguem uma maior variedade naquilo que usam no dia a dia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É como digo... Vai mesmo de pessoa para pessoa, e das preferências (e guarda-vestidos) de cada um!! :) Eu procuro sempre boas peças, que também sejam baratas... Como os sapatos do post de ontem!! :)

      Eliminar
  9. Concordo plenamente com essa equação!! Eu tenho comprado esses básicos essenciais e conjugado com imensa roupa de outros anos e já ficam looks completamente diferentes..
    Está crise, sim sra, mas não é por isso que se deve desmazelar e não andar bem vestido!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ora aí está... É isso que tento fazer!!! :)

      Eliminar
  10. Adorei esta entrada! Eu sem me aperceber já me tinha adaptado à regra das 4 peças: como viste no meu post, este Outono só fiz 3 novas aquisições. É o que acontece quando temos um consumo mais exigente e nos tornamos mais conscientes. Eu estou a adorar esta minha nova faceta, penso que no final de contas até fico melhor servida ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Li sim sra, e admirei-te bastante!!! É exactamente isso que começo a sentir: mais exigente e mais consciente... Muito menos consumista. Acho que é algo que me está a passar... :))

      Eliminar
  11. Sem dúvida, que concordo contigo, aliás nunca fui de e colocar regras, mas este ano vai mesmo ter que ser, a dos 4 é uma boa regra, vou pensar em mais. :)

    PB*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também não, e - como digo no post - acho que devemos tomar isto como um desafio (que pode sim ser algo divertido) e devemos ser cumpridores mas flexíveis ao mesmo tempo :)

      Eliminar
  12. acho que é uma boa solução
    eu até nem tenho gasto muito em roupa, mas realmente já preciso, e costumo sempre comprar coisas que dê para conjugar com outras e não algo que só possa ser da forma x

    beijinhoo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, completamente!!! Isso é essencial para mim... :)

      Eliminar
  13. (:

    Por várias vezes, a Sabrina do afterdrk.com escreveu algo sobre isto. A ideia tem um nome e não é recente: "5 Piece French Wardrobe". Isto é, 5 peças tendência por estação(que queremos muito muito!) e os básicos não contam.

    Deixo-te dois links, mas há mais! Acho que vais gostar. ,)
    Beijinho* Carmen

    http://afterdrk.freshnet.se/2011/01/03/shopping-getting-the-5-piece-thing-started/

    http://afterdrk.freshnet.se/2010/12/27/wishlist-perfect-lbd/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A ideia dela tem esse nome, a minha tem este ;) E nem se baseia na mesma coisa... A ideia não é só ficar consciente quanto a tendências, mas sim poupar e termos um "guarda roupa feliz" na mesma!! E se tivermos cartão verde para comprar básicos a poupança não será tão eficaz!

      Vou ler os posts, porque sigo o blog dela há pouquíssimo tempo e nunca vi nada do género! Beijinhos e obrigado

      Eliminar
  14. concordo que a crise é um enorme desafio à criatividade! eu tenho imensa roupa de estações passadas que tenho vindo a redescobrir e estou a adorar! e com jeitinho conseguimos seguir tendências adaptando-as ao nosso estilo pessoal!

    http://asouthbreeze.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Completamente... E é também uma questão de nos habituarmos a "viver com menos" (não me referindo a bens essenciais), mas continuarmos a viver bem e felizes. Lá está: criatividade!! :)

      Eliminar
  15. A tua equação está optima e penso que a vou seguir q.b! Sim porque isto de não ter independência financeira é uma m*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É sim... Tem coisas boas, e depois tem coisas más!!! ;)

      Eliminar
  16. Um excelente sugestão! Acho que vou pôr em prática, visto que preciso de umas calças pretas, uma saia e malhas novas!

    http://misscastelinhos.drupalgardens.com

    ResponderEliminar
  17. Apesar de não achar totalmente que não é preciso ter muito dinheiro para ter estilo (difícil de explicar), acho essa regra muito útil.
    As pessoas ainda não sabem muito comprar muito bem. Preferem comprar desmesuradamente na Primark e em lojas mais baratas, optam por peças que obedecem às ditas "tendências" daquela estação e depois, daí a uns tempos, ou já não gostam ou as peças já não estão em boas condições (já me aconteceu). Não tenho nada mesmo contra a Primark e afins mas é preciso saber escolher! Eu sempre fui mais adepta da qualidade ao invés da quantidade, talvez porque os meus pais me ensinaram a ser assim. Imagina, se poderia comprar dois pares de ténis ou de sapatos numa loja em que não há tanta qualidade, espero mais um pouco e junto o dinheiro para uns que, embora mais caros, sejam melhores e, consequentemente, durem muito mais! É o caso dos ténis All Star, dos Vans e assim... Tenho pares deles há mais de cinco anos e ainda duram.
    Mas acho que isto é um mal geral da mentalidade portuguesa: preferem sempre ostentar muito, mostrar que têm muita coisa, em vez de terem menos mas com qualidade. E, com a crise e sem saber quando é que podemos voltar a investir em determinada coisa, mais vale comprar uma versão sua que saibamos que vai durar: uns bons jeans, uma boa saia preta, umas boas t-shirt's e camisolas básicas... No fundo, uns bons "quatro". Pode parecer mais caro mas, no fim, acaba por sair mais barato. Este post foi uma ótima dica :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, eu percebo o que queres dizer com o não concordares... A ideia é, não é preciso gastar assim "à parva". Até porque a noção de "muito dinheiro" depende MUITO de pessoa para pessoa. :)

      E sim, esse consumo "descartável" faz cada vez menos sentido! Concordo plenamente com o que escreves :)

      Eliminar
  18. adorei a sugestão! Menos quantidade e mais qualidade!

    ResponderEliminar
  19. Quando li as quatro peças e percebi que te referias a quatro peças por estação deu-me realmente um choque! Por mais que pense, não sei se conseguia, mas sem dúvida que seria um bom desafio! Tenho que pensar bem no assunto.

    <3
    http://zazzish.blogspot.pt/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. São ideias, eu própria ainda não pus em prática... Mas realmente tenho mais aversão a quantidade, e a comprar por comprar. :)

      Eliminar
  20. Não tenho um armário de fundo suficiente bom para fazer isso. No passado não comprava muito bem e por isso faltam-me muitos básicos. Mas, aos poucos e poucos, estou a ficar mais inteligente na hora de escolher o que vem para casa. Penso nas combinações e aposto no keep it simple. Estou cada vez mais com esse espírito e, com a crise, é mesmo a melhor opção!

    GIVEAWAY – Fashion accessories at your choice!
    My Fashion Insider

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este teu comentário inspirou-me o post de hoje! Sem dúvida que para cortarmos assim é preciso já termos "as bases" connosco :)

      Eliminar
  21. Nunca tinha comentado o teu blog, mas adorei este post! Acho que sim... por todos os blogs que se passa só se mostram compras e mais compras e tendências e mais compras! Às vezes, penso que só eu estou em crise... Mas enfim, adorei o post e as dicas! Vou mesmo apostar. Beijinhos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, não és de todo!!! :) E, pelos dados que saíram recentemente, mesmo quem não está em crise adoptou determinados hábitos de contenção, de forma a conseguir poupar. Mudam-se os tempos, mudam-se as mentalidades - e tudo, nesta altura, nos leva a fazer um consumo cada vez mais ponderado e inteligente! :)

      Eliminar
  22. Concordo em muito con este post! E eu consumidora defensora de consumo, acho mesmo que é preciso comprar consciente - uso ou é tendencia?! Apenas acrescentavs que em cada estacao nao fico descansada enwuanto nao tiver - os sapatos e o casaco!!! É quase como ter a mochila a

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ahahaha São hábitos. Mais do que quantidade e euros, acho que o importante é mesmo a ponderação e a resistência ao impulso :)

      Eliminar

Obrigado por comentarem!

PORTAL