Eu e... Viajar (estar) sozinha!

quarta-feira, abril 11, 2012

Aqui há uns tempos escrevi no Facebook do blog que estava a fazer uma lista das #25 coisas a fazer antes dos 25. Tendo em conta que os 25 estão aí à porta (Julho), não serão grandes coisas. Mas a verdade é que sempre tive uma pseudo lista (mental) de coisas a fazer nos 20's, e tenho a sorte (e o mérito, claro) de já ter realizado boa parte delas - algo que me deixa muito feliz.

Uma das coisas que eu, ainda que meio secretamente, sempre quis fazer foi viajar sozinha. Não era fazer um interrail (no,no!!) nem nada do que envolva muita aventura física (se me faço entender) - sou mais pelas aventuras psicológicas (dito assim pareço uma maluquinha, mas pronto). Pois bem, esse momento chegou há quase três anos (na mesma altura em que criei o blog) quando escolhi fazer curso de Inglês de Negócios em Londres em vez da viagem de finalistas da faculdade.

Ok, não passei a viagem inteira sozinha (muito pelo contrário, fiz amigas para uma vida), mas fui sozinha, tive que 'me virar' sozinha em muuuita coisa, fiquei numa família anfitriã e tinha que ir-e-vir todos os dias sozinha (incluindo das festas ahah), visitei imensas coisas sozinha (cada bocadinho que tinha livre das aulas lá ia eu, nem que fosse só um pulinho ao Hyde Park). Conclusão - uma das melhores e mais marcantes experiências da minha vida (e da vida de quem conheço que já fez o mesmo), em todos os sentidos (académicos, psicológicos, culturais). Tanto que no ano a seguir repeti a experiência - em Paris!! <3



Isto tudo para partilhar um pensamento: Não há nada melhor que não ter medo (nem achar secante) estar sozinha. É muito bom estar com a família, com a alma-gémea, com os amigos - sim! Mas se há algo que não dispenso, nunca, é estar sozinha. E nem é preciso ir para tão longe (porque, infelizmente, nem todos têm possibilidades para), mas também nas pequenas coisas do dia-a-dia: Ter tempo para mim, para ler, para passear (quantas coisas não quero fazer e não tenho companhia? Vou deixar de fazer?! Claro que não), para aquele-tipo-de-coisas (arrumar a maquilhagem, fazer máscaras de hidratação, etc). Às vezes mete medo? Claro que sim, e muito! Quando cheguei a Londres a primeira coisa que fiz foi chorar (não nego!!), mas o balanço é MAIS QUE POSITIVO. #ficaadica

You Might Also Like

38 comentários

  1. revi-me tanto no que acabas-te de dizer!! faz dois anos que fui duas semanas para londres para melhorar inglês e fui e vim sozinha...no entanto fiz la amigos que nunca pensei fazer de todo o lado e mais algum!! também tinha tantos momentos que saía sozinha para um jardim ou café!! :D passado um ano repeti um experiência, um pouco mais longa em Zaragoza e nao m arrependo de todo!! :D amei o texto :')

    ResponderEliminar
  2. Xana eu gosto muito de estar sozinha e aproveitar esses momentos de calma e sossego... adoro ir a compras sozinha e estar em casa no sossego principalmente. Mas em viagens confesso que me assusta, ir para um país desconhecido sem companhia é algo que me faria confusão. Mas nunca experimentei por isso secalhar o problema reside aí! :)

    Beijinho

    ResponderEliminar
  3. Maria, exactamente o mesmo que eu!!! Infelizmente quando fui para Paris também só pude ficar duas semanas, porque os cursos/estadia são caros e mais que 2 semanas já iria ser um esticão! :(( Mas adorei e aproveitei ao máximo! É como dizes, não estamos sempre sozinhas, mas muitas vezes assim acontece. E ia ficar no quarto à espera de companhia?! Hell no!! :))

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Le Blonde, eu percebo o que quers dizer. Mas como ia para o curso tinha estadia, transporte, aulas (=colegas), tudo tratadinho. Não foi ir à aventura nesse sentido, mas apenas no sentido de apanhar avião, ter que visitar muitos sítios sozinha, comer sozinha, desenrascar-me sozinha, ... Esse tipo de coisas. Não é o mesmo que ir passar um fds sozinha, sem ninguém por perto, a um sítio onde nunca estive :) Isso também não gostava (nem é medo, é mesmo porque aí já é mesmo solidão excessiva, ahah).

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. quando tinha 17 anos também fiz um curso de inglês em Londres e fui sozinha. A Nova iorque também fui sozinha. Conheci muita gente, foram experiências muito boas:) bj!

    ResponderEliminar
  6. Olá!
    Eu nunca viajei sozinha mas é realmente uma coisa que adorava fazer! Será que me podem sugerir alguns desses cursos em Londres que voces fizeram? :) Londres ou Paris!
    Obrigado!

    Beijinho*

    ResponderEliminar
  7. Juliana,

    Os dois que fiz foi pela EF - Education First. Pesquisa no Google que aparece o site :)


    Beijinhos

    ResponderEliminar
  8. Eu pah, adorava fazer isso. É uma ideia que me assusta, mas fascina ao mesmo tempo. É um caso a pensar, mas nos tempos que correm, torna-se cada vez mais difícil.
    Beijo*

    ResponderEliminar
  9. Olha nem mais!! Tb eu me aventurei em ir viver sozinha em Manchester, e foi a experiencia de uma vida. O que aprendi, o que cresci, o que lá vivi... felizmente nunca tive medo de estar sozinha, sofro é do mal contrário, e gostava tanto de ser um pouquinho mais social, mas a verdade é que tenho um bocadinho de medo de pessoas... acho ESSENCIAL a qualquer um passar algum tempo por dia só, nem que seja para SE ouvir, realmente.

    ResponderEliminar
  10. Nunca o fiz. Quando penso até me dá um frio na barriga. Mas por isso mesmo, acho que me ia fazer muito bem! Fiquei inspirada!:)
    beijinho
    S.
    A COZY BOX

    ResponderEliminar
  11. prezo mt o tempo comigo mesma, vivo sozinha e dá um grd gozo chegar a casa e ter silencio se apetecer, VH1 aos berros se apetecer, cozinhar sozinha com copo de moscatel só pra mim. prefiro compras sozinha, adoro conduzir sozinha. viajar ja qs q fui sozinha, assusta um pouco por aí prefiro partilhar experiencias. a minha mae pergunta me se na tenho medo da solidão tanta vez que cada vez valorizo mais o tempo só cmg :)

    ResponderEliminar
  12. Aww adorei :) Principalmente porque sou filha única e porque gosto de estar sossegada muitas vezes no meu canto. Acho tão importante como dormir bem. Ter aquele momento em que fazes coisas sozinha é bom para te aperceberes do que tens, do valor do que te rodeia, a teres saudades (que são importantes tambem apesar de tudo). Há muita gente que não compreende, exactamente por isso é que muitas vezes andam completamente alheadas e stressadas (ou por ninguém lhes atender telefone, ou por não saberem como passar o tempo), temos todos que passar momentos sozinhos para aproveitar os que temos com os outros.

    Viajar sozinhaaaaa assim como foste, nunca tive essa experiência. Mas já fui para outro país para estar com uma amiga que estava de erasmus, fui e vim sozinha e imensas pessoas perguntavam como era capaz... No coments!

    Beijinho!

    ResponderEliminar
  13. Gostei mt do post!

    Sou como a Le Blonde, gosto de fazer coisas sozinha mas nunca me atrevi a incluir viagens nessa lista. Acho que me sentiria um pouco desamparada, talvez. Mariquices, talvez. :)

    **

    ResponderEliminar
  14. Eu gosto imenso de passar tempo sozinha! Se não gostarmos da nossa companhia então não sei...agora viajar nunca experimentei mas é uma coisa que me deixa um bocado apreensiva porque não sou muito extrovertida... mas passava sem duvida um fimdesemana num spa ;)

    ResponderEliminar
  15. Eu viajar por viajar, assim completamente sozinha não ia. Mas no caso dos cursos tive amigos (novos), e - por exemplo - o ano passado fui ter com uma amiga a Madrid sozinha, e quando ela não podia estar comigo via as coisas sozinha também!!

    Mete medo ao inicio (na primeira vez, e na segunda vá), mas passa rápido! Depois disso é mais adrenalina que outra coisa ;)


    Beijinhos

    ResponderEliminar
  16. Concordo MUITO contigo. Sabermos estar bem quando estamos sozinhos é fulcral e um sentimento de independência inigualável. Além de que, a meu ver, é muito mais saudável do que ser alguém que não vive 1minuto sem outras pessoas. Sobretudo quando nos agarramos a certas pessoas (nem sempre as mais correctas ou "certas") :)

    ResponderEliminar
  17. concordo plenamente! adoro os meus amigos e a minha familia! mas tambem adoro estar sozinha! sentir-me independente e fazer as coisas ao meu ritmo e à minha maneira ((:

    ResponderEliminar
  18. Adorei o post :) como eu digo, às vezes mais vale só do que mal acompanhada, e quando fiz interrail aconteceu-me isso. Desejei por tudo que tivesse ido sozinhas, mas infelizmente não estava. É um facto que é um pouco assustador, mas se sentimos vontade de o fazer, porque não? Também faz bem ter o nosso tempo :)

    C.

    ResponderEliminar
  19. Nem mais. Faz-nos bem à alma. Também chorei muito em bristol nos primeiros dias mas depois... Tive de aprender foi a estar acompanhada. Vasi gostar deste post ;)

    http://raquelzinhafernandes.blogspot.pt/2011/06/importance-of-being-alone.html

    ResponderEliminar
  20. uau,...adorei o post...eu sou uma pessoa que tenho imenso medo de estar sozinha e acho que já prejudiquei muito a mia vida por isso. obrigada por partilhares!!

    ResponderEliminar
  21. Acho que se não conseguirmos viver bem sozinho não seremos tão bons a viver com os outros. Acho que a solidão nos deixa espaço para o conhecimento e isso enaltece-nos, faz-nos ser melhores pessoas.
    Sempre gostei da solidão, do silêncio, desde criança, preciso de tempo para mim comigo mesma.
    Quando passei a viver sozinha, já lá vão cerca de cinco anos, tive momentos em que a solidão me sufocou, deu-me uma ou outra lágrima, mas depois percebi que isso era uma parte de mim desarrumada e não o mal de estar só. Acho que nos ajuda a crescer e faz-nos mais duros para enfrentar muitas outras coisas!

    ResponderEliminar
  22. Eu nunca viajei totalmente sozinha. Quando tinha 15 anos, fiz um curso de inglês e fui com um amigo. Ele ficou numa casa e eu noutra que ficavam em sítios opostos. No dia em que cheguei, liguei para a minha mãe a dizer que queria voltar, só chorava, chorava, chorava e pensava: 3 semanas aqui ? impossível. Depois, a família anfitriã não ajudava nada, eram super frios, jantavam separadamente, foi um desastre. Felizmente, consegui mudar para a residência universitária e lá tinha mais portugueses, foi quando a viagem começou a correr bem. Como vês, sou mariquinhas nestas coisas e não sei se conseguiria viajar sozinha (pelo menos para o estrangeiro). A ver se um dia me ultrapasso ;) Beijos ***

    ResponderEliminar
  23. Sílvia aconteceu-me o mesmo, exactamente!!!! ahaha Só que não levava amigo nenhum, e a residência estava cheia por isso tive que gramar com a senhora da casa as duas semanas!! São coisas que NÃO se esquecem... NUNCA!!! ahahah Chorei TANTO quando cheguei... Os meus pais ficaram super aflitos!!! Assim que cheguei a escola e comecei a falar com pessoal, passou-me LOGO! Já nem atendi o tlm a ninguém ;)

    É daquele tipo de coisas que só quem passa sabe o que é <3



    Beijinhos a todas, vão partilhando que estou a adorar ler!!!

    ResponderEliminar
  24. Aos 18 anos deixei o meu ninho para ficar sozinha a 300km de casa, onde nao conhecia mesmo ninguem! Foi das melhores coisas que fiz, que me permitiu ser a pessoa independente e principalmente capaz de identificar soluções para problemas muito rapidamente, sem grande dramatismo! Era uma menina mimada, aí passei a ser uma mulher mimada mas como muito empowerment (ah como gosto disso)!!!! Percebo e amei o teu post! Ah e sou carente como ngm mas adoro o meu sozinho, o meu espaço!!!!
    TheGirlChic

    ResponderEliminar
  25. Gostei tanto deste post e realmente eu penso muito assim. Gosto imenso de estar com pessoas (familia, amigos, etc), mas nunca dispenso o "me-time" e nunca deixei de fazer algo só porque não tenho companhia. Eu adoro as minhas amigas e amigos, são me essenciais, mas não sinto que precise deles para tudo nesta vida. Sabe bem ter companhia em certos momentos, mas também há outros em que sabe bem estar apenas connosco próprios!

    Quanto à viagem, há já algum tempo que ando a pensar fazer qualquer coisa assim do estilo e gostei do feedback da tua experiência, quando acabar o curso penso nisso a sério :)
    *
    Le Tutti Frutti

    ResponderEliminar
  26. eu fiz quase o mesmo, fui para Erasmus sozinha. Fui tarde, não consegui entrar no típico espírito de Erasmus (não é de todo eu!), a malta que por lá encontrei tinha a vida deles e o circulo de amigos bem criado... resumindo não estive sempre sozinha mas quase lol talvez por isso passei metade do tempo em Barcelona e a outra metade no Porto. Mas adorei na mesma, virei-me sozinha, tratei de coisas sozinha, passeei e explorei uma cidade sozinha. Às vezes queria companhia e não era agradável claro. Mas mesmo cá adoro fazer compras, tomar café ou ler um livro na esplanada...sozinha :) É tão saudável!

    ResponderEliminar
  27. Olá Xana, apesar de te ler há algum tempo só hoje "vi" que somos da mesma idade, e pelos vistos pensamos o mesmo acerca deste assunto ;) Eu também fiz um curso de inglês em Inglaterra e também fui sem conhecer ninguém, adorei! Fiz amigos que ainda hoje mantenho e foi uma experiência inesquecível!
    Gosto bastante de estar acompanhada mas estar sozinha de vez em quando faz-me falta. Talvez por isso não perceba as pessoas que têm de ligar a tv ou o rádio para não se sentirem "sozinhas" em casa, porque eu realmente adoro estar só com os meus pensamentos. Beijinho*

    ResponderEliminar
  28. Por acaso sou muito apologista dos "alone time".. preciso de fazer as minhas meditações e sabe-me bem estar só comigo!:)
    E viajar completamente sozinha é uma coisa que tenho na minha lista antes dos 25!Queria ter riscado quando ia para erasmus (acabei por ir com 2 amigos e um deles até virou namorado, não me posso queixar muito portanto!:P) mas quero ter esse "alone time" numa cidade que nao conheço e estar só comigo e com a cidade! At é porque foi +- assim que vim para Lisboa (de Biana do Castelo!) e a coisa até não correu mal! ;)


    adorei o post Xana!:P
    beijinho***sara, chips-ina-fishbowl.blogspot.com

    ResponderEliminar
  29. sempre me dei muito bem com a minha pessoa, conseguimos ambas conviver muito bem num espaço sem mais ninguém e isso sempre foi algo que me tornou mais independente, saber lidar comigo quando só estou eu e mais ninguém e nunca nunca me fez confusão nem senti solidão por estar sozinha. No que toca a viajar nunca o fiz, mas amava, acho que seria uma experiência para a vida!

    ResponderEliminar
  30. Eu gosto de ter esse tempo só meu, de ir onde quero sem precisar de dar satisfações ou de companhia mas nunca viajei sozinha. Fiz um curso de inglês, 3 semanas em oxford, aos 16 anos mas fui com um grupo de portugueses, em que ficamos juntos numa residência. O ano passado fiz um interail, com 3 amigas, percorremos a Europa em 21 dias. Sinceramente não me imagino a fazê-lo sozinha, mas em ambas as experiências deu para crescer e conhecer novas realidades *

    ResponderEliminar
  31. Mudei-me para Londres SOZINHA.

    Não foi passar 2 semanas ou uma temporada, foi emigrar.
    Sem nunca cá ter estado, sem conhecer ninguém, sem curso nenhum de inglês. Com a minha vida em 2malas. Com mil sonhos e mil receios.
    Passei as 2horas do vôo a chorar copiosamente. E quando pus os pés em Gatwick, alguma coisa mudou. Cheguei a "casa" de transportes públicos, eu e as malas e o trajecto mental pesquisado pela net em Portugal. Essa foi a minha primeira vitória e seguiram-se muitas mais.

    Mais de 1ano depois, percebo que foi o maior desafio e o melhor que alguma vez pus a mim mesma. O balanço é infinitamente positivo. Hoje sou uma pessoa totalmente diferente. Tenho amigos e vivo com 2 portuguesas que conheci no emprego. Vou a casa quase todos os meses mas não penso em voltar a viver em PT, pelo menos no curto/médio prazo.

    E ainda vou, SOZINHA, imensas vezes, assistir a eventos culturais no Southbank Centre ou deitar-me nos parques londrinos a ler os meus livros. Ou a Paris. Ou a Bruxelas.

    Gosto imenso do teu blog, não tenho por hábito comentar, mas sempre que o assunto me toca particularmente, cá estou.

    *JDC

    ResponderEliminar
  32. é bom passar-mos algum tempo sozinhas sim, para nos conhecermos melhor..para amadurecermos.eu tou a viver neste momento nos states já à cerca de 1ano e meio..vim p aqui sozinha, p um projeto do meu doutoramento. n ha portugueses por aqui e tou longe como o caraças p ir a cs regularmente (nunca mais é o natal,bolas!).tenho saudades da minha famillia, do meu namorado e dos meus amigos. tao ai todos :c choro sp qd venho d PT...
    tem sido sp uma exp daquelas!! eu aceitei o desafio mas sinceramente nem pensei mt a sério à cerca do assunto.disse que sim e vim!
    PS:e isto é possivel pq existe o skype! :D

    ResponderEliminar
  33. Adorei!!! Eu fui viver durante 10 meses para Itália sozinha, a primeira semana foi um verdadeiro desastre, terrível mesmo. Os primeiros meses vivi basicamente onde o mundo acaba, não havia nada. Mas depois mudei de casa e tudo correu bem e cresci, como cresci eu que sou uma acanhada tive de me desenrascar sozinha. :)

    ResponderEliminar
  34. Interessante este post, pois sempre me perguntei qual é o gozo de uma pessoa viajar sozinha???
    Confesso que não era capaz..detesto sentir-me sozinha :)
    Detesto não ter ninguem paa partilhar o que vejo e o que sinto...entristece-me...mas lá está não somos todos iguais e aplaudo a tua "bravura" porque eu não era capaz...
    Shopping e desporto gosto de estar sozinho no resto já não :)

    ResponderEliminar
  35. Apesar de nunca ter vivido sozinha, ou de ter viajado sozinha, gostei muito deste post! Não tenho desejo de passar por uma experiência dessas, mas concordo que deve de dar uma enorme bagagem para a independência de uma pessoa ;)
    ***

    ResponderEliminar
  36. Vim só deixar a minha experiência! As viagens que tenho feita, em trabalho, são sempre SOZINHA! Já estive nos Emirados, Tailândia, Singapura e Taiwan (Chicago fui sozinha mas estive acompanhada lá) e vou sempre só eu! Se me tivessem dito isso há uns meses eu diria que jamais me aventuraria para sitios destes sozinha, mas a verdade é que vou e acaba por ter vantagens: para além do trabalho e das reuniões, acabo por organizar o meu tempo e tentar conhecer o máximo de cada pais! E atenção que muitas vezes estamos a falar de países com pouco inglês (Tailândia e Taiwan) e com muitos carateres! Na Europa as coisas sempre são um pouco mais simples :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  37. Gostei mt deste post ;) Revi-me no que disseste...eu tb fiz um curso de verão em londres, no fim do 9.º ano, fui sozinha (e tal como tu, depois lá fiz amigas para a vida, mesmo!) mas é uma das coisas que mais me fez crescer...e quero mt repetir a experiência, se a carteira permitir lol

    Faz-nos mt bem, em tds os sentidos. termos momentos só nossos...claro q há quem tenha necessidade de mais, outros de menos, mas é, for sure, uma necessidade básica ;)

    beijinhos***

    ResponderEliminar
  38. Não podia concordar mais contigo no sentido de que não precisamos de ter sempre alguém connosco para fazer as coisas que mais desejamos!

    Prezo, tal como tu, IMENSO os meus momentos "a sós comigo mesma" - acredito mesmo que são terapêuticos, mantêm-nos sãs a nível psicológico e emocional - permitem-nos conhecer-nos a nós próprias e lidar com isso mesmo (com todos os defeitos e qualidades). E isso é algo que, nos dias que correm, se precisa imenso! Para mim tornaram-se fundamentais.

    ResponderEliminar

Obrigado por comentarem!

PORTAL