Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Xanalicious

Ter | 31.05.11

I (heart) Lanidor!

Nunca liguei muito à Lanidor, sempre foi do género "Gosto, mas de ver nos outros", mas este ano... Não consigo sair do site deles, principalmente na parte de calçado!! Ainda por cima, desde que comprei as pretas e experimentei a qualidade da marca, estou ainda mais FAN!

Além destas, ficaria feliz com estes pares...



My favorite ones!!


(sim, sou muito simples no que toca a calçado!!)


Fico espantada pelas sandálias beijes terem passado das menos vendidas para as mais vendidas do site no espaço de uma semana... (e de ter voado o 38 das lojas!!) lol O que vale é que opções não faltam, como podem constatar!!
Dom | 29.05.11

Color love: Roxo & Amarelo

Numa temporada em que todos os olhos estão virados para os rosas, azuis, verdes e laranjas (e o coral), eis que se dá o típico enjoo do que foi anunciado no inicio da estação como "it" e saímos à procura de novas coisas para usar, neste caso em concreto - novas cores!

O branco, o preto, e os marrons fazem sempre parte de mim, mas neste momento estou apaixonada por duas cores:


Amarelo & Roxo

O amarelo é uma cor que costumo usar no Verão, sempre gostei. Mas agora gosto imenso deste tom mais "ácido", e sempre desenjoa um pouco desta onda de tons fortes.

E o roxo? Por norma, ODEIO! Say whaaaat? Sim, leram bem... Eu por norma detesto roxo, mas estou a adorar o tom que estão a utilizar esta estação - Um roxo sofisticado, um tom "vivo" mas ao mesmo tempo discreto e elegante. Gosto, gosto, gosto!


E digo mais... Assim até eu faço color block!!! hahahaha (kidding!)
Dom | 29.05.11

Look at me: Blue!

Mais um Sábado se passou... Saí de casa (e de frente do pc/folhas/jornais) por umas horinhas para desanuviar e ter um jantar agradável, a dois! (: Sabia que não ia sair além do jantar, mas isso para mim não é impedimento para me "empiriquitar" toda haha

No outro dia estive a dar uma arrumação aos meus lenços (agora tenho-os num cabide, depois mostro) e reparei que já há muito não usava o meu lenço preferido, da H&M. Costumo usá-lo como fita ou como cinto ou nas malas... Enfim, é muito versátil e adoro-o!! Bem sei que alguns poderão achar os corações uma pirosada, mas eu a-do-ro!! (:






E já é Domingo, não é verdade?

Resta-me desejar-vos um óptimo Domingo - com este sol e com este calor, não será difícil... Certo? (:
Sab | 28.05.11

WL - Make Up

Se não ando com ânsias de comprar roupa, ou malas, ou bandoletes (excepção aberta para as sandálias Lanidor), já quando falamos de maquilhagem... O caso muda de figura!

Pelas voltas que tenho dado, pelos posts que tenho lido (já sabem que eu sou muito influenciável no que toca a beauté) a WLde beauté está a ficar longa... E apenas um destes produtos é uma refill: Perdi o meu Myth!! :(( Para variar deve andar perdido por esta casa...



Its soo last season desejar verniz Chanel, but i dont care! Estou completamente rendida a esta cor, e espero encontrar no aeroporto...


Sim, sim! A mesma base que Kate Midleton usou no dia do casamento... O certo é que chovem elogios e eu fiquei curiosa em experimentar!!


Quando vi este blush fiquei rendida... Tem uma cor maravilhosa, e a textura? Perfeita!! (:


Não estou muito satisfeita com o pó que uso agora, e acho que vou aceitar a dica da Cátia Santos Reis. Ainda tenho que passar na pele, mas aposto que vou ficar rendida.


Outro pó a experimentar, desta vez um mineral. Já utilizei um pó mineral, da Bourjois, e adorei!!


O Myth :(( E um roxo, que não seja muito matte - o Up The Amp parece ser uma boa escolha. Porquê roxo? Não me perguntem... Mas estou a gostar!!


Preciso de blush's assim com muita urgência, nestes dois tons de preferência.



Agora resta... Ganhar o Euromilhões e tal... -.-'''

Sex | 27.05.11

Last days to ask me something!

Gostavam de me perguntar algo? Gostavam de saber algo sobre mim? Gostavam de ler a minha opinião sobre algum assunto?


Últimos dias para enviarem as vossas perguntas, ou para deixarem em comentário neste post!

A partir de Quarta-Feira o blogue volta a entrar no ritmo de outros tempos... YEY!
Qui | 26.05.11

Ponto de situação!

Então, como vai a dieta?
Como vai o mês sem compras?
Como vai o fim da pós-graduação?
Como vai a vida??

hahahah

?Tenho andado em modo "neura permanente" mas já vi que vocês adoram as coisas que me saem pela boca em modo neura!! Dizem que os dias maus são os melhores dias para escrever... I guess so!!

A dieta vai bem, e vou voltar para a segunda consulta assim que os trabalhos me permitirem uma pausa (sim, nem tempo para ir ao médico!!!). A boa novidade é que assim que a PG terminar vou voltar para o ginásio, e já não vejo a hora!! Primeiro porque sinto completamente em baixo de forma, segundo porque sinto falta de dançar no meu Zumba e pular no meu Jump! Terceiro porque tenho a certeza que me vai motivar ainda mais para continuar a dieta... E que vou notar mais efeitos!! (:

O "Mês sem Zara" vai lindamente. Mas agora encontro-me num dilema... Não tenho tido qualquer tipo de impulsos de consumo, até porque nem tenho tempo para tal, mas há muito tempo que procuro uma sandálias camel, e agora achei-as... Mas não as posso comprar!! Eu sei que seria uma compra nada impulsiva, e que dariam bastante jeito para trabalhar... Mas detesto voltar "atrás com a minha palavra". H-E-L-P

A PG acaba já dia 8 de Junho, e dia 10... HALA MADRID! (: Os meus pais são uns queridos e fizeram-me uma bela surpresa em oferecer-me bilhete para ir passar o fds fora! Ainda por cima tenho em Madrid uma boa amiga que me aguarda ansiosamente para três dias de passeio e três noites de farra!! (: Antes disso, porque as entregas acabam dia 1 de Junho, o Sábado 4 também será de farra, e de - espero - comemoração! Preciso de uma noite daquelas só de amigas... Jantar caseiro, musica, arejar as ideias, conversar cara-a-cara, saber as cusquices todas... Coisa que já não faço desde a Páscoa!!! LOL

Antes disto tudo... Há que trabalhar! Muito trabalho no emprego, e muito trabalho para a PG... E com isto de não poder comer doces nem poder ir às compras... Não aparenta ser um cenário muito favorável... Grrrrr Também só eu para me meter nestas coisas... (; A minha mãe ri-se...

(Aceitam-se, e agradeçem-se, dicas para Madrid e opiniões sobre comprar ou não comprar as sandálias)
Qui | 26.05.11

The Ones - Lanidor (update!)

Antes que perguntem, sim! Estou obcecada  com a ideia de comprar umas sandálias em tons de castanho (não muito escuro de preferência). Confirmei este ano a grande teoria que paira em muitos blogues de que mais vale ter uns sapatos bons do que dois ou três mais baratinhos. Pelo menos quando se fala em trabalhar num edifício rodeado de calçada, e neste calor todo (ando a sofrer dos pés!!!).

Por isso as eleitas poderão vir a ser este par da Lanidor:



São básicas qb, e têm algo que eu procurava há algum tempo sem muito sucesso: não são peep toe!
Eu sou uma amante do peep toe, e acho que é modelo que mais favorece o meu pé. Gosto de tal maneira que me apercebi que quase todos os pares de sapatos e sandálias que compro são nesse modelo. Por isso, pensei que talvez fosse boa ideia apostar em alguns modelos non-peep-toe. Admito que a ideia custou a entrar... Mas quando vi este par não pensei duas vezes!!

Mas calma, não comprei, nem tenciono comprar "já-já". Caso não se lembrem os saldos estão aí a chegar, e em menos de um mês, este maravilhoso par estará mais baratinho... Ou pelo menos assim o espero! Além disso existe um desafio por cumprir... Duas semanas já foram, mas............... Confesso que já começo a sentir calafrios HAHAHA

UPDATE: Estive agorinha mesmo com eles nos pés... AMEI de perdição mesmo!!! São tudo aquilo que procurava... E agora??????????????????? muahahahaha (riso demoníaco de quem não está a achar graça nenhuma a isto tudo!! lool)
Ter | 24.05.11

Afinal o que é o fútil?

Hoje acordei com uma telha daquelas (acho que até dia 7 de Junho vou andar assim)!! E vinha a ouvir na rádio um neurologista, de uma fundação do grupo Champalimaud, a dizer que estão a investigar melhor as causas da depressão e do autismo para que haja uma melhor compreensão destas doenças por parte da sociedade (e provavelmente para saberem como lidar melhor com essas doenças do foro psicológico). Isso, não me perguntem o porquê visto que eu quando vou embrenhada nos meus pensamentos não sigo uma linha propriamente muito lógica, fez-me vir a pensar em preconceitos, e dos preconceitos passei para o conceito de "fútil".

Afinal, o que é o fútil?!

Comecemos pela definição oferecida pelo dicionário: "Que é desprovido de interesse, de valor, de importância; frívolo, leviano". Continuei a minha pesquisa e eis que me deparei com um dos famosos foruns do Yahoo! que perguntava directamente como é que define uma pessoa fútil. Existes respostas que focam o óbvio (material vs. espiritual) mas depois existem respostas mais interessantes, como:

"?É a pessoa imatura apesar da idade, sem objetivos, cujos pensamentos palavras e atitudes sejam vazias de conteúdo, vazias de cultura, que não se esforçam por crescer, progredir, conhecer, pessoas que só pensam em coisas pequenas, sem sentido, que sonham mais do que realizam, que vivem contando vantagem sem nada ter a apresentar de fato, que não se planejam antes de agir, que não assumem responsabilidades pelas coisas que faz e que diz. Pessoa que não tem importância ou mérito; inútil, superficial, que tem aspecto enganador, que não inspira confiança, não tem constância. É frívola, insignificante, inane, oca, que não tem fundamento nas coisas que diz, profundidade no que faz, tola, pueril, inconsistente, inútil, superficial, pessoa que se ocupa de frivolidades; que é leviana, que age incoerentemente, que se mostra inconstante, volúvel, chocha... Tudo isso e mais alguma coisa (...)"

?ou

"Uma pessoa que só faz as coisas,pensando em impressionar ou competir com as outras,não fazendo sentido nem para ela mesma."

?E fico contente de ver que existem pessoas à face do planeta que não fazem a dedução lógica (?!) de fútil = moda, ou fútil = preocupar-se com a imagem, ou fútil = gostar de coisas materiais

Para mim uma pessoa fútil não é uma pessoa que gosta de comprar roupa invés de gostar, por exemplo de, viajar! Ou de ler! Em plena Era do Consumo acho que já não nos fica bem ter estas linhas de pensamento tão limitadas!! Há pessoas que simplesmente não gostam de ler sobre economia, ou sobre finanças, ou sobre gastronomia, etc etc etc. E então?!

Para mim fútil não é quem gosta de roupa, é quem compra roupa para provar algo a alguém. Para mim fútil é quem viaja mais preocupado em tirar fotos para pôr no Facebook do para aproveitar o destino. Para mim é mais fútil, e infinitamente mais irritante, uma pessoa a falar de política em modo "motorista de táxi" (expressão roubada do meu ADORADO professor de finanças que dizia que a maior parte das pessoas a falar de política mais parecem os motoristas de táxi que do Marquês ao Rossio conseguem resolver TODOS os problemas do país hahaha) do que uma pessoa que fala de uma colecção Primavera/Verão com conhecimento de causa!

E a questão do Material vs. Espiritual?!

?Quanto a isso sou suspeita, mas posso dizer que acho que cada pessoa tem direito a: 1) decidir as coisas a que dá prioridade na vida - para mim vale mais ser como se é, do que fingir ser aquilo que não se é; 2) decidir como "alimenta o espírito"!! Já não vivemos na Pré-História ou na Idade Média, right? Temos um "sem conta" de actividades e produtos ao nosso dispor e por isso acho preconceituoso que se continue a insistir na ideia de que "ler livros é cultura, ver dvd's é para burros" ou watever!! Mais fúteis para mim são as pessoas que ainda vivem nesta mentalidade...

Ainda ontem Ale Garattoni (uma das musas do blog) publicou no Facebook uma curiosidade sobre o modelo da Classic Flap (da marca Chanel) mais vendido nos EUA (a Jumbo), que tinha sofrido alterações no modelo para satisfazer (ainda mais) a grande procura existente sobre este. Como título usou qualquer coisa do género "momento cultura fútil do dia" - E eu pergunto: Porque é que é cultural saber (em exemplo) qual o modelo da Mercedes mais vendido nos States, por ser importante em termos económicos saber este tipo de curiosidades, mas saber qual o modelo da marca Chanel mais vendido é automaticamente fútil?? Também é economia, ou não repararam (adaptação da oferta à procura, anyone?!).




Adiante, e para não parecer que sou uma pessoa sem qualquer tipo de preconceitos, aqui ficam (alguns d')os meus:

- É fútil, sim, ter maquilhagem, malas, sapatos com fartura, mas não se dar ao trabalho de arranjar coisas como cabelo/unhas/pele/dentes/corpo! Ex.: É fútil pagar imenso por uma base, e ter um hidratante de rosto ranhoso.
- É fútil fazer o que quer que seja, tendo em mente que - posteriormente - será partilhado em redes sociais/blogue (= versão actualizada do "fazer para mostrar").
- É fútil exigir tratamentos como  Sr. Dr, Sr. Engenheiro, etc!.Parece que andamos a brincar às profissões, sinceramente!!! No fundo odeio qualquer tipo de complexos de superior/inferioridade...
- É fútil passar a vida a reparar e a julgar os outros (= perda de tempo).
- É fútil passar a vida a pensar em nós próprios (diferente de não ter amor-próprio e auto-estima).
- É fútil achar fútil coisas como: deixar de jantar fora para comprar algumas peças "de nível mais acima", não ter um BMW à porta mas usar Chanel, ou preferir ter uma piscina a viajar (tudo a titulo de exemplo para perceberem a ideia) - prioridades people!! Cada um tem as suas, e ninguém é mais ou menos por isso.




?Está aberta a discussão!! (:
Dom | 22.05.11

Another Saturday night!

Quando me vesti só sabia que queria usar estes pumps azuis, e o resto foi decidido em 2 minutos.

Infelizmente foi má ideia... Estava imenso vento e frio!! Além disso acho que as minhas pernas ainda não estão prontas para se despedirem das collans haha

Sab | 21.05.11

Welcome to the jungle....

Meaning - Welcome to my room!






Inspirada pelo facto de não fazer compras (nem tenho dado por isso, acreditam??) decidi dar uma olhada pelo quarto e dar umas arrumadelas. I have too much stuff!!! De tal maneira que fiquei com mil e uma ideias para o que vou vestir hoje.... Em vez do típico "não tenho nada para vestir"!!


Have a lovely weekend!!
Sex | 20.05.11

Wish List

Ainda mantenho o desafio, no entanto há três coisas que nunca ficarão fora da minha wish list (a não ser por falta de poder de compra): viagens (Madrid, here i go!!!), livros e revistas - não são bens materiais (per se) mas alimentam o espírito!! (;
Sorry... I may have too much clothes, but i will never have too much of this ones!!?

Adiante, os US de certeza que já deviam prever que eu ia entrar em greve de compras, e então prepararam as edições deste mês de maneira a que o meu €€ não se acomodasse ao conforto da carteira -.-



E dizem por aí que a Isabelli Fontana vai estar na capa da próxima Vogue Paris...

Além disso vai a - já típica - enfiada de Vogue Es e Vogue Uk, e as edições portuguesas.

Graças a Deus que daqui a duas semaninhas vou voltar a ter tempo para ler!!! hihi


E já agora um PS - Alguém sabe como podemos comprar edições antigas de revistas? Sei que existe uma loja da Condée Nast em Londres... Mas fora isso... Anyone? (:
Qui | 19.05.11

Desapego: Sim ou Não?

Hoje decidi abordar uma questão muito falada no que toca a Closet Makeover's? (uma das coisas mais fixes de sempre!!) que é o desapego!

Por desapego entenda-se o não-sentimentalismo (excessivo, pelo menos) na hora de fazer "uma escolha" na roupa. Se não usa, dê. Se está grande/pequeno, dê. Se está sujo/roto deite fora. Não ter os típicos pensamentos "se calhar ainda vou voltar a usar", "um dia vou emagrecer" ... Aquelas desculpas que damos a nós próprios para mantermos tralha no armário.



PRÓS:

* A arrumação - Um closet clean é meio caminho andado para o sucesso. Se apenas tivermos no closet/guarda-fatos/sapateira aquilo que EFECTIVAMENTE usamos, tudo se torna muito mais fácil, principalmente quando estamos sem tempo para rodeios.

* O espaço - Dedução lógica, quanto menos tivermos por arrumar mais espaço vamos ter. Com mais espaço, mais fácil é limpar, arranjar outras formas de arrumação mais práticas e bonitas (em vez do clássico "tudo ao monte").

* O aspecto - A questão psicológica da coisa: olhar para um closet limpo, arrumado e com bom aspecto é muito mais inspirador do que olhar para a roupa toda em monte, toda encavalitada, toda engelhada, and so on.?..

CONTRAS

E agora perguntam... Mas existem contras? Pois, não são contras... São mais dificuldades. Se isto fosse fácil de fazer, não havia tanta conversa em torno do tema.

Afinal quais os critérios a ter em conta quando fazemos arrumação?! No fundo eu acho isto tudo muito subjectivo mas eu faço mais ao menos do género:

* Cabeça fria - SEMPRE!? Ok, nem sempre!... Nas minhas arrumações existem quatro montes: Usar - Dar - Guardar - Lixo. Usar fica no guarda vestidos e o Guardar vai para a garagem.

* E como distinguir entre os quatro? Bem, na realidade é um processo que pode levar até uma semana. Porquê? Lixo é fácil, basta ver quais as peças sem salvação. O dilema entre usar e guardar não me atormenta especialmente... O que tenho grandes duvidas deixo de parte durante uma semana, e se nessa semana não usar levo para baixo (daí o facto do processo poder demorar uma semana). Esta parte é fácil porque se mudarmos de ideias, podemos sempre ir pôr/buscar...

* O meu grande problema é o escolher entre Usar - Dar ou entre Guardar - Dar. Porquê? 1 - Aquilo que damos já não recuperamos; 2 - Não podemos guardar tudo na garagem, certo? É o mesmo que transferir a lixeira do quarto para outro sítio; Como resolver este dilema? Mais uma vez, muito sangue frio, e ter sempre, SEMPRE, em mente que aquilo que damos vai ajudar alguém, vai fazer alguém um pouco mais feliz (ou menos infeliz)... Eu penso sempre num caso concreto. Não me perguntem porquê mas ajuda imenso! O meu caso concreto (imaginário) é uma mãe adolescente que está numa instituição e que não tem dinheiro para roupas e acessórios. Então penso sempre "quem é que vai ser mais feliz com isto, eu ou a mãe adolescente?!", e pronto!! Muito mais fácil assim, acreditem!!!! (sei que pode parecer um bocadinho maluco, mas a sério que ajuda ao desapego). Quem não é motivadon assim, pense em vender - online, numa feira, às amigas... Vale tudo!! O melhor? Uma festa entre amigas em que se trocam peças (ver aqui).

* E os achados? Nunca vos aconteceu, de repente ou porque vêm em algum lado algo semelhante, lembrarem-se de uma peça que deram e que agora adorariam usar??? Major drama, right? Como distinguir entre aquilo que nunca vai voltar a ser usado, daquilo que daqui a uns anos pode ser o maior achado "vintage"? Pois, perguntam bem! Eu não faço a mínima ideia, e até agora ainda não descobri solução para tal... Bom senso, talvez ajude... Mas é tão subjectivo dizer só isto! LOL Mas acho que é uma questão de bom senso misturado com intuição e uma pitada de experiência (quem já leva anos a arrumar coisas, já deu e se arrependeu, já guardou e não usou, já guardou e depois usou, etc etc etc).


Desapego vs. Crise Económica
?
?Como falar em desapego, quando a maior parte das famílias anda com os trocos contados e as mulheres cada vez mais têm que abdicar dos trapos em prol de poupança ou até mesmo bens essenciais? Devem pensar "esta está para aqui a falar porque tem roupa para dar e vender..." - Não, não e não! Arrumação e limpeza não são apenas para quem tem em excesso. Todos nós devemos ter o closet (e a casa no geral lol) limpa e arrumada, certo??

Ajuda ter em mente:

?* Não vale de nada ter muita roupa, se "metade" não usamos;
* Não vale de nada ter roupa em más condições;
* Se quer guardar, se quer inovar, aposte em arranjos (costureira, sapateiro) ou inspire-se - ler revistas, ver filmes, dar olho em sites de street style muitas vezes podem dar uma perspectiva nova e fazer-nos olhar para determinadas peças com outros olhos! Assim há muito menos hipóteses de errar...


Mais truques e dicas que queiram dar?
Qua | 18.05.11

Eu e... As primeiras impressões.


Não sei se já leram o livro "Blink" de Malcolm Gladwell, um dos meus autores preferidos (apesar de apenas ter lido dois dos seus quatro livros editados). O livro Blink fala de uma teoria, com o mesmo nome, sobre a intuição, sobre o facto de decisões e primeiras impressões serem tomadas em poucos segundos. O livro é óptimo para quem quer ler uma perspectiva diferente sobre as primeiras impressões (como se processam, e de que forma influenciam as nossas decisões). Acabei de ficar com vontade de o reler só de falar nisso (já o li há 3 anos, acho!!).

Hoje em conversa com uma amiga estava a contar-lhe que na Escola Secundária o meu grupo de amigas gozava imenso comigo porque a primeira, e mais importante, coisa em que reparava nas pessoas eram... Os sapatos! De tal forma que o passatempo preferido dessas minhas amigas na hora do almoço era, porque sabiam que eu não era capaz de não responder, dizerem nomes de pessoas conhecidas - ao calhas -  e eu imediatamente era capaz de dizer quais os sapatos dessa pessoa. Sim, leram bem (sou um bocadinho obsessiva-compulsiva em certas coisas, admito!!) LOL

Hoje em dia a coisa já não é bem assim mas... Por um lado ainda é! Sim, a primeira coisa que reparo nas pessoas são os sapatos. Há quem repare no sorriso, nos olhos, nas mãos, na roupa, na mala e há imensas pessoas que reparam nos sapatos. Não sei o que quer dizer, visto que hoje em dia atribuem significados a todo o tipo de acções que possamos ter - tipo "Você quando acorda abre sempre o olho esquerdo antes do direito?? Isso que dizer que você é decidido"  (!!!!) - mas acho não haver correlação entre isso e o facto de gostar de sapatos (acho....).

Faz parte de mim dar especial atenção aos detalhes de alguém com quem esteja a falar... Sou daquele tipo de pessoas que, muito discretamente, enquanto diz "Boa noite, tudo bem?" consigue fazer um raio x completo. Primeiro os sapatos, e depois tudo o resto. O único aspecto que não é está ligado à aparência que reparo imenso é na fala. E também não me perguntem porquê.

Não acho, de todo, que reparar em primeiro lugar, em detalhes do físico ou da forma como uma pessoa se apresenta, seja algo fútil ou de cariz materialista/invejoso (do género, reparar para gabar ou desdenhar). Acho que é algo intuitivo, e acho impossível que assim não aconteça - afinal, quem é que durante os segundos que passam entre avistarmos uma pessoa e efectivamente iniciarmos um diálogo consegue estar sem reparar em nada? Estudos sobre isso é o que não faltam, e está mais que provado que a aparência é importante por isso mesmo - É ela que dá a primeira impressão que os outros têm de nós. Sempre.


Opiniões sobre o assunto?

Em que é que reparam em primeiro lugar? (;

Pág. 1/3