"Quem não tem cão... Caça com gato!"

terça-feira, abril 06, 2010

Com certeza já ouviram esta expressão, não? E como é que esta expressão se enquadra em moda?

Pois bem, isto remonta a um assunto que muitos blogues, de uma maneira ou de outra, tocam! A questão das marcas de fast fashion produziram itens "à semelhança" dos itens label'izados.

Isto provoca uma onda de opiniões que nunca mais acaba... Umas bem formadas, as outras nem por isso! Desde "Há isso é uma vergonha, porque roubam criatividade alheia" a "Acho muito bem, que todos temos direito à moda!".


Qual a minha opinião? Sim, é verdade que roubam criatividade alheia, mas o itens nunca são"iguais" em design (e muito menos em qualidade!), por isso costumo chamar itens "inspirados". Mas acho que é totalmente justificado, no sentido em que a Hérmes não faz malas a 20€ pois não? Então porque é que a Parfois não pode fazer umas semelhantes (ênfase!) para quem não pode dar mais que isso por uma mala (ou simplesmente, não quer)?

Roubo de criatividade são as versões fakes (ver aqui a minha opinião sobre isso!), isso sim... Porque quando eu uso a minha pseudo 2.55 da Topshop ninguém acha que aquilo é Chanel, mas se eu tivesse comprado uma fake 2.55 no mercado de Nothing Hill (e acreditem que tinha sido mais barato!!) aí já andava a fazer vista com uma coisa falsa (ao invés de fazer vista com uma coisa semelhante).

Acho que as marcas de fast fashion devem continuar com esta boa aposta de se inspirarem em itens clássicos aos quais a grande maioria não tem acesso, mas até gosta... A diferença capta-se a olhos vistos (óbvio!), no entanto continuam a ser giros! Porque nós também temos direito ao que é belo...


E atenção que eu gosto (e compro) as malas por serem giras, não por serem "semelhantes" a conhecidas... Passei na Topshop e gostei desta, passei na Lollipops e gostei daquela, etc etc! Agora acho desnecessários comentários tais como "mas a mala não tem nada a ver, uma mala de 20€ não tem nada a ver com uma de 5000€, a qualidade nem se compara" - EIII calma!!! Nós sabemos disso, e nem queremos comparar uma coisa à outra... Simplesmente achamos a mala gira, baratinha e compramos!! Ninguém compra uma mala na Blanco a pensar que é "igual" à da Hérmes, por isso não valem de muito esses comentários...


Assunto sensível, eu sei...

Mas apenas deixo aqui uma opinião!

Qual a vossa?


xxx

You Might Also Like

12 comentários

  1. Concordo plenamente com o que dizes, não acho mal que as marcas mais baratas se inspirem nos itens de luxo que não são para todas as bolsas. Quanto a comprar esses artigos, só não gosto mesmo daquelas imitações foleiras que até têm à vista um nome parecido com o da marca original. Quanto à mala da Blanco, não consigo gostar. O material não me parece de qualidade e sempre disse que Birkin só teria uma se alguma vez tivesse dinheiro de sobra para a comprar . Manias, o que fazer? Quanto às Chanel, já vi algumas parecidas que gosto bastante! Bj linda:-)

    ResponderEliminar
  2. Concordo contigo. As grandes marcas produzem os seus modelos criativos e roubarem as suas ideias não faz juz ao seu trabalho MAS, ainda assim, é legítimo que por 'admiração' ao produto existam marcas que proporcionam modelos com características idênticas, não tentando que passem pela verdadeira marca.
    Gostei do tema do Post :)

    *

    ResponderEliminar
  3. O que eu acho:
    Seja fake ou imitação/copianço/semelhante whatever, acho que todas temos direito de usar os "hits" da moda e para o pessoal contra falsificações e imitações temos pena...temos pena de não ter milhares de €€€€€ para gastar nas benditas malas...temos pena...mas tb gostamos andar na moda!!!!!!!
    Eu ca seja no chines, H&M, Blanco, mercado de quarteira se gosto da mala compro e acabou ;)

    Adoro as birkin mas o tempo de espera, 2 anos, mais o preço q são uns miseros 10.000€´...opá n tenho pachorra de esperar vai mesmo a de 20 da banco que faz pandan q é uma maravilha :)

    Quanto a mala de 20€ n tem nada a ver com a de 5000€ respondo assim:
    filha se a mala de 5000€ estiver numa pirosa, sem noção de fashiontaste o q lhe vale a mala?????
    Agora a de 20€ numa fashionista bem vista faz luzinhas e brilhozinhos e o look ofusca a mal...Toma, vai buscar!

    :) concordo contigo em tudo neste post

    ResponderEliminar
  4. a minha é um pouco dúbia..porque eu tenho o problema dos itens inspirados não me satisfazerem, lol, porque mesmo que se pareça com uma chanel, não é chanel..enfim.. mas quando são semelhantes não acho que haja grande problema, agora quando são cópias obvias como a zara faz..acho vergonhoso terem lata para isso.

    **

    ResponderEliminar
  5. Oi ;) Passei aqui para conhecer o teu cantinho e gostei muito! Também tenho a mesma opinião que tu quanto às malas "inspired". E adorei essa "2.55" da topshop ;)

    ResponderEliminar
  6. Partilho totalmente da tua opinião! E sim às vezes procuro malas que sejam semelhantes às caras, que não posso ter, por isso acho perfeitamente razoável haver malas inspiradas nas dos grandes criadores, para que toda a gente tenha acesso a elas. Já as fakes notam-se à légua que o são. E as boas malas também!
    Eu tenho uma pequenina da Parfois estilo channel e gosto imenso dela, e também gostei do preço - 6€! E já agora não são só as malas que passam por isso! Por exemplo a Zara tem designers semanalmente nos desfiles a copiar o que vêem e é um negócio de milhões!
    Por isso é mesmo assim!

    Beijocas

    ResponderEliminar
  7. Concordo penamente contigo, não são as marcas que dão originalidade e criatividade às peças, é tudouma questão de bom gosto. Porque há pessoas que com roupa da Zara estão muito mais bonitas e originais de que muitas outras com roupas de grandes marcas.
    O Apaixonante da moda está em juntar roupa das mais variadas marcas e criar looks bastante interessantes.
    Juntar uma carteira da LV com um vestido da Zara, é bem interessante!

    ResponderEliminar
  8. Concordo plenamente contigo pequenina! Eu posso comprar malas inspiradas em marcas conhecidissimas, mas porque gosto das malas e têm sempre o seu toque de originalidade e toda a gente sabe que não passa de uma mala da parfois ou de outra loja. Agora imitações chapadas é algo completamente diferente e com isso não concordo. Não que tenha algo contra isso, mas não era capaz de comprar uma.

    beijinho grande*

    ResponderEliminar
  9. Sou contra as falsificações mas a favor das inspirações :)
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  10. "Inspiradas" ainda vá, mas imitações foleiras, não quero! Pancas! Prefiro comprar malas giras, mais ou menos baratas, mas que sejam originais (à sua maneira). Uma Channel, só o é se for original. Não posso comprar...paciencia. Há tanta coisa gira!
    A mala de que falas da Blanco, não conheço mas a semana passada vi-as aos pontapés em ChinaTown, em NY. São giras, mas como são imitação....não comprei. Manias...
    Mimi

    ResponderEliminar
  11. Primeiro que tudo, gosto da frontalidade do post! Comigo também é tudo "para mim isto é assim!"! :)

    Quanto ao debate fake/real/inspiração, a minha opinião vai totalmente de encontro à tua. As lojas de fast fashion copiam. Ponto final. E nós, que não temos dinheiro para andar a comprar casacos Balmain de 5000 ou 10000, nem vestidos Lanvin de 3000 euros, adoramos! Sabemos que é inspirado ou copiado? SIM! Importamo-nos com isso? Eu não!

    Claro que ter uma speedy falsificada (com monograma e tudo a que se tem direito) é uma pirosada de todo o tamanho e nem morta me viam com isso. Acho horrivel copiarem os logos e símbolos da marca. Mas tirando isso, não vejo problema algum.

    Claro que este assunto levanta questões sérias e que muitos designers vêem na Zara uma grande ameaça, mas sejamos realistas, quem tem dinheiro para comprar um trench Burberry vai à Zara comprar a "inspiração"? Óbvio que não. Estamos a falar de públicos e targets diferentes.

    Sou provavelmente a pessoa mais chata para ir à Zara, pq passo o tempo todo a explicar às pessoas que vão comigo todas as inspirações por detrás do que está exposto. E adoro a Zara por isso! É por essa razão que tenho um blazer com shoulder pads a la Balmain, um trench com details nos ombros a la Burberry, uma saia drapeada que eu amo a la Balmain, um casaco de tweed a la Chanel...e com o maior orgulho!
    Como alguém disse num comentário, depende tudo da pessoa que usa e como usa. (Escrevi imenso!)

    ResponderEliminar
  12. Acho que a palavra chave aqui é inspiração. O produto é inspirado e não tenta passar como sendo o original, não é um Chanel wannabe é uma mala com inspiração Chanel.

    Em relação à minha posição. Eu confesso que não gosto de usar imitações (daquelas que imitam o logo e tutti e tutti), sinto que estou a passar por uma coisa que não sou, prefiro uma "inspiração" ou simplesmente não comprar. Contudo, regra geral compro sem olhar a tendências e aprecio (muito) a qualidade e a capacidade de uma peça durar. Prefiro mil vezes ter um produto realmente bom do que cem assim-assim.

    ResponderEliminar

Obrigado por comentarem!

PORTAL