Are we Shopaholic's?

quinta-feira, abril 29, 2010

Na era da Fast-Fashion, dos cartões de crédito com anuidades tentadoras, dos cartões de cliente, do Jimmy Choo for H&M... O consumo é cada vez mais fácil!

Já não precisamos ter uma fortuna para ter coisas bonitas nem para ter um closet repleto de tendências e básicos.

Juntem estes factores a uma personalidade fascinada pela moda e temos um(a) belo(a) consumista! lol


Todos somos consumistas de alguma coisa: roupa, discotecas, concertos, tecnologia, etc. Hoje em dia é raro conhecer-mos alguém que não seja consumista de alguma coisa em concreto (e até mesmo de várias), sendo que eu entendo por consumista aquele que compra mais do que o realmente necessita (é aquela coisa para a qual deixamos o budget que sobra ao fim do mês).


Se procurarmos a definição de consumismo, a Wikipédia apresenta uma bela definição (ver página completa aqui): A diferença entre o consumo e o consumismo é que no consumo as pessoas adquirem somente aquilo que lhes é necessário para sobrevivência. Já no consumismo a pessoa gasta tudo aquilo que tem em produtos supérfluos, que muitas vezes não é o melhor para ela, porém é o que ela tem curiosidade de experimentar devido às propagandas na TV e ao apelo dos produtos de marca. No entanto, a definição de necessidade supérfluas é algo relativo, já que um produto considerado supérfluo para alguém pode ser essencial para outra, de acordo com as camadas sociais a que a população pertence. Isso pode gerar violência, pois as pessoas que cometem crimes na maioria das vezes não roubam ou furtam nada por necessidade, e sim por vontade de ter aquele produto, e de não ter condições de adquirí-lo. Nesses casos, a necessidade de consumo se torna uma doença, uma compulsão, que deve ser tratada para evitar maiores danos à pessoa. Muitas vezes o consumismo chega a ser uma patologia comportamental. Pessoas compram compulsivamente coisas que elas não irão usar ou que não têm utilidade para elas apenas para atender à vontade de comprar.


Mas em que ponto passamos de consumistas para viciados em consumo? Where do we cross the line?

Será que vamos ao shopping todas as semanas por hábito ou mesmo por meros acasos, ou por necessidade? Cada vez que lá vamos temos que trazer sempre uma coisa? Essa tal coisa vai nos servir para alguma coisa, ou vai ficar ao abandono lá por casa (excluo desta equação itens da Primark... lol)? Existe diferença entre o vício saudável (consumismo) e o vício puro (malta dos cartões de crédito), ou é tudo vicio puro?



Gostava muito de saber a vossa opinião sobre este assunto...


xxx

You Might Also Like

13 comentários

  1. Eu acho que é tudo puro vício, porque a maior parte de nós compra sem ter necessidade, é apenas para seguir a moda e as tendências. Mas penso que há uma altura que passa a "doença" porque se compra só por comprar, sem qualquer critério ou necessidade, ai já é bastante grave. Principalmente quando se descura todas as outras responsabilidades: casa, contas, comida, etc...eu conheço um caso e é muito complicado. É que parece mesmo doença, a pessoa sabe que não pode comprar mas compra, e depois não chega para mais nada.

    Beijocas*

    ResponderEliminar
  2. Eu também me inclino para o vício puro... Não são assim tão poucas as vezes que compro coisas que nem chego a usar, ou uso apenas uma vez ou outra... Compro por comprar. E sou daquelas que, se sai mais cedo da faculdade, vai a correr dar uma voltinha ao shopping.
    kiss

    ResponderEliminar
  3. Eu assumo-me como consumista (quando posso, claro...), e nao me refiro so em roupa...mas livros...cd's...decoraçao... e coisas lindonas po meu filhote!!

    Mas, é obvio que ter os pés no chao é deveras importante, recorrer a cartoes de credito para comprar "luxos"? Isso nunca!!!

    Acho que isso é ate "doença" psicologica... LOL

    tens aqui um belo post ;)

    ResponderEliminar
  4. eu sou consumista de coisas baratas e gosto ;)
    mas passo muito tempo no shopping... estranhamente para ver e não propriamente para comprar, tenho de andar sempre em cima das tendencias para criar... a parte boa é que vejo tanto do mesmo que me torno ponderada,acabo por me aborrecer e não compro nada ;)**

    gostei mt!

    ResponderEliminar
  5. Eu estou um pouco como a Joana. Adoro ir aos shoppings mas na ultimas vezes tenho só ido ver, porque vejo tanto, olho para os preços carérrimos das coisas e nada para mim vale a pena. E se trago alguma coisa é a custo e porque sei que a vou vestir vezes sem conta! também desde que tenho o meu dinheiro sou muito mais ponderada mas já fui daquelas pessoas que tinha de comprar nem que fosse um par de brincos quando fosse a um shopping porque se não ficava deprimida. A serio! Ás vezes é complicado e não são assim tão poucos os casos se não, não se tinham dado nome à essa doença.

    Beijinho

    ResponderEliminar
  6. Pessoalmente, diria que o vício começa quando começamos a prejudicar aspectos da nossa vida em função de alguma coisa, como por exemplo quem acaba por fazer compras muito acima do que realmente pode e acabam por contrair imensas dívidas. Infelizmente já acontece mais do que devia. *

    ResponderEliminar
  7. já vi obrigada pela sugestao (:

    beijinhos m.
    (www.ilobefashion.blogspot.com)

    ResponderEliminar
  8. é tudo puro vicío..eu lá me vou conseguindo controlar algum tempo, mas depois gasto tudo em coisas que não preciso assim tantoooo mas que me fazem muito feliz naquele dia, no dia a seguir já podia ter novas outra vez! :p
    **

    ResponderEliminar
  9. ora bem...eu quando estou triste gosto de comprar alguma coisa, nem q signifique passear no centro comercial tres horas para depois trazer uma camisola basica...mas isso é pq adoro ver montras e adoro roupa. devo comprar qualquer coisa todas as semanas, mas sao smpr coisas baratinhas e nunca gasto muuuiiitoooo dinheiro..por isso considero um vicio saudavel. Se fumasse, gastava praí 10 euros por semana em tabaco...assim gasto o mesmo num colar ou num top ou assim =)

    ResponderEliminar
  10. é a necessidade de acompanhar a sociedade e não se deixar ficar para trás. todos gostam de coisas novas, faz-nos sentir melhores e mais bonitos. é simples. :)

    ResponderEliminar
  11. Eu não gosto da palavra vicio ou de qualquer coisa que seja "eu não vivo sem.."
    A verdade é que adoro roupa, acessórios e afins, sou capaz de passar uma tarde a ver lojas e não me enjoar de tal feito, apenas o faço porque gosto de estar actualizada quanto a tendências, preços e possíveis peças que quero imenso e acabo por encontra-las a óptimos preços

    É impossível negar que uma compra (mesmo coisinhas pequenas e simples) nos confortam, ahah

    *

    ResponderEliminar
  12. É um vício, compro sempre alguma coisa todas as semanas.
    Beijinhos

    ResponderEliminar
  13. Sou uma consumista nata. Quando não tenho nada que fazer vou dar uma voltinha pelas lojas e acabo sempre por me desgraçar. Bjs

    ResponderEliminar

Obrigado por comentarem!

PORTAL